Blog Cupola

Os primeiros 100 dias de Bolsonaro e o mercado imobiliário

Por , em

A ideia era analisar os primeiros 100 dias de Bolsonaro e o mercado imobiliário. Mas o evento “100 Dias de Governo – Impactos para a Habitação”, promovido pela Abrainc, teve como tema principal a Reforma da Previdência. No fórum, a entidade lançou um manifesto pela aprovação da Reforma e convidou o ministro Paulo Guedes para palestrar.

Ele não compareceu, optou por defender o assunto junto aos deputados na Câmara. E tudo acabou em funk, como você deve saber. Após mais de seis horas, o debate foi encerrado quando o deputado Zeca Dirceu, do PT, disse que o ministro agia como “tigrão” com os mais pobres, mas como tchutchuca para a “turma mais privilegiada do nosso país”.

Enquanto isso, o Índice de Confiança da Construção atingiu, em março, 82,5 pontos. A queda de 2,5 pontos em relação a fevereiro coloca o índice no nível mais baixo desde outubro do ano passado, durante as Eleições. O cenário político e o crescimento lento da economia são alguns dos motivos para que a confiança dos construtores tenha caído.

Com tudo isso acontecendo, a expectativa pela retomada da economia foi postergada por mais um ano e ficou para 2020. “Quando acontecem fatos beligerantes entre Executivo e Legislativo, o povo tira o pé do acelerador, para não dizer que botou o pé no freio”, afirma o presidente da CBIC.

Cerca de 50 mil trabalhadores de construtoras do MCMV devem ser demitidos nos próximos dias. O motivo? É que a Caixa, desde o começo do ano, tem atrasado o pagamento às construtoras. O Governo sinalizou que a dívida de R$ 450 milhões seria regularizada em março. Não aconteceu.

O risco é de que o Minha Casa Minha Vida morra de inanição. Empresários argumentam que o MCMV já chegou a empregar 3,4 milhões de pessoas, enquanto atualmente emprega 2 milhões. O programa representa dois terços do mercado imobiliário brasileiro. Empresas de pequeno e médio porte contratadas para executar o programa enfrentam atraso de pagamento superior a 40 dias. “Impossível a continuidade das obras em curso”, afirma empresário ouvido pelo Correio Braziliense.

Mas o presidente da Caixa garante: “O Minha Casa Minha Vida é um programa de Estado e a Caixa vai continuar prestando serviços para a sociedade”. O banco registrou, em 2018, lucro recorrente recorde de R$ 12,7 bilhões.

Os demitidos podem encontrar uma saída nos aplicativos de transporte. É o que apontam dados do IBGE sobre o primeiro trimestre. Com 133 mil postos de trabalho impulsionados por plataformas como Uber e 99, o setor de transportes foi o único que gerou empregos no período. Já a construção civil foi a que perdeu mais postos no setor privado.

E… a PDG anunciou resultados de 2018. Fechou o ano com dívida líquida 7,3% maior do que no ano anterior, sem lançamentos ao longo do ano.

TRENDS

Lowsumerism é um movimento de diminuição do consumoEste vídeo feito pela Box 1824 explica a nossa relação com o consumo desde a Revolução Industrial, passando pelo surgimento do crédito e da publicidade, o embrião de uma consciência de consumo nos anos 1990, até 2010, quando a economia compartilhada encontra eco em uma geração que prioriza mais experiências do que a posse. Enfim, o vídeo chega no lowsumerism e explica sua relação com a geração millennial. Valem os 10 minutos.

Startups ganham espaço no mercado imobiliário, seguindo tendências de novas formas de consumo. A Keycash e a Loft, por exemplo, compram imóveis, reformam e os colocam novamente no mercado. Segundo o Radar Construtech Ventures, hoje são 562 as startups de construção e mercado imobiliário no país.

Jovens do morro do Alemão criaram uma plataforma própria, que agiliza a venda e o aluguel de imóveis nas favelas. O Moraste abrange o Complexo do Alemão e o Complexo da Penha, no Rio. Seus criadores o desenvolveram depois de sentir na pele a dificuldade de negociar um imóvel na favela.

VENDAS

Tecnologias como fechadura biométrica, apartamentos ligados à internet, controle da iluminação e segurança por celular e estações para recarga de veículos elétricos na garagem estão avançando no mercado imobiliário. Empresas de São Paulo estão investindo mais nestes imóveis, localizados majoritariamente em bairros como Perdizes, Jardins, Moema e Brooklin.

Ainda em São Paulo: imóveis sem garagem cresceram 265% nos últimos 4 anos. Com isso, a distância do metrô passou a ser mais importante para quem procura um novo imóvel. Na Lello Imóveis, metade dos negócios fechados no final de 2018 estavam a menos de mil metros de alguma estação.

Itapema, no litoral de Santa Catarina, terá o 4º maior prédio do Brasil. O VR Tower começou a ser construído em abril e terá 60 andares.

A Votorantim vai investir mais no mercado imobiliário. Após eleição do Conselho de Administração, a companhia anunciou que o setor deve receber mais investimentos, uma vez que a geração de caixa é mais regular. Geração de energia é o outro nicho que deve receber mais investimentos da empresa.

ALUGUEL

O IGP-M avançou 1,26% em março e acumula alta de 8,27% em 12 meses. O índice é usado como referência para reajustar contratos de aluguel.

O QuintoAndar e a Casa Mineira fecharam a primeira grande parceria entre a startup e uma imobiliária tradicional. A integração da carteira de imóveis residenciais da Casa Mineira elevará em 710% a participação do QuintoAndar em Belo Horizonte. Anúncios de aluguel da Casa Mineira passarão a ser exibidos no QuintoAndar, elevando em cerca de 150% o número de anúncios ativos na cidade. 

TECNOLOGIA

O Google agora mostra opções de aluguel de casas e apartamentos para locações curtas em sua buscas por hospedagens. Antes, a busca era restrita a hotéis, pousadas e resorts. O recurso, disponível apenas para buscas pelo smartphone, conta com parceiros da TripAdvisor, Expedia e Hotels.com.

Realidade aumentada e 3D em um aplicativo para ser usado na construção civil. O Auge traz plantas de apartamentos, detalhes sobre os materiais utilizados na obra e a possibilidade de planejar a decoração do imóvel.

LEGAL

O STJ decidiu que a a nova Lei do Distrato não será aplicada para contratos firmados antes da sua aprovação. Ou seja, a nova Lei do Distrato só se aplica a processos abertos a partir de 1º de janeiro de 2019.

Condôminos estão resolvendo mais seus problemas por meio de acordos amigáveis. Em um ano, o número de ações judiciais em São Paulo caiu 22%.

MUNDO

Nesta edição, na editoria mundo, separamos várias notícias sobre o mercado imobiliário de Nova York. Enjoy!

Nova York receberá o maior empreendimento imobiliário da história americana, ao custo de 25 bilhões de dólares. É mais que o PIB de El Salvador. Definido como “modelo para a experiência urbana no Século XXI”, o Hudson Yards terá prédios, parques, serviços e espaços públicos que se combinam para formar uma vizinhança conectada, receptiva, limpa, confiável e eficiente. Foi planejado como o primeiro bairro certificado pelo LEED, fruto da colaboração de arquitetos e designers de referência global. Nele, estará também o Edge, mais alto mirante a céu aberto do Ocidente.

E o mais alto arranha-céu residencial acabou de ser construído em Manhattan. O The 88 foi chamado assim por conta do seu número de andares.

Empreendimentos como estes reforçam a leitura de que, apesar do consumo interno ter esfriado, a cidade permanece como principal destino de investimentos da elite global.

Isso tudo acontece em meio a uma profunda reavaliação da política habitacional de Nova York. As regras de aluguel, especialmente, são consideradas datadas e a cidade recebeu recentemente um painel com players e políticos para debatê-las.

A cidade pretende recolher 365 milhões de dólares com novas taxas imobiliárias, supostamente entre os mais abonados. Há quem esteja indignado, há quem se conforme. Bess Freedman, CEO da Brown Harris Stevens, declarou “Eu amei? Não. Mas posso conviver com isso? Sim”.

Já assinou o Imobi Report? Inscreva-se no site imobireport.com.br e receba as edições primeiro. É grátis!

Também estamos nas redes sociais: acompanhe-nos no facebook, no instagram ou no twitter.

Categorias

Imobi Report

Continue lendo

Imóveis flexíveis e conectados: as novas formas de morar

A capa da Revista Época da última semana anuncia: cidades inteligentes. A reportagem descreve como a cidade…

Ver mais

Como conseguir mais leads para imobiliárias e incorporadoras?

Veja algumas ações práticas do Inbound Marketing para o marketing de corretores, imobiliárias e incorporadoras….

Ver mais