Blog Cupola

Com estoque de imóveis em baixa, aluguel é a bola da vez

Por , em

O preço médio dos aluguéis aumentou 1,7% nos primeiros dois meses deste ano, segundo o Índice FipeZap. O valor está acima da inflação medida no período, de 0,75%, pelo IPCA. A perspectiva de retomada da economia, ainda que lenta, é um dos motivos apontados para o aumento. Mas a crise, que achatou a renda do brasileiro, e as mudanças rápidas de comportamento compõem o pano de fundo desse movimento. Imóvel próprio não é uma prioridade para os millennials, que estão comprando cada vez mais tarde.

Curitiba, por exemplo, atingiu o maior índice de Locação Sobre Oferta (LSO) dos últimos sete anos, chegando a 22,4% em fevereiro, de acordo com o Secovi-PR. Os dados mostram aumento de 11,3%, comparado a janeiro. 

Aproveitando o momento com inovação, as imobiliárias catarinenses Brognoli e Terraz lançaram em março a primeira plataforma de aluguel digital em Santa Catarina. A solução oferece a opção de alugar sem fiador, nem seguro-fiança, com garantia ao proprietário. A análise de crédito é feita em até 15 minutos e há redução no tempo total do processo de locação, com envio de documentos e assinatura digital.

Os anúncios de imóveis no OLX aumentaram 70% em fevereiro. A busca pela locação subiu 15% e os imóveis mais procurados são os apartamentos, com aumento de 30,46%. 

A plataforma chinesa de aluguel de apartamentos Danke Apartment, com sede em Pequim, recebeu o status de Unicórnio (empresa avaliada em mais de 1 bilhão de dólares) em fevereiro deste ano. A empresa, fundada em 2015, atualmente tem valor de mercado estimado em 2 bilhões de dólares. 

Universitários ganharam mais uma plataforma de aluguel dedicada ao público. A LiveHere opera a locação de imóveis próximos a universidades em  Campinas e São Carlos (SP). Tudo é feito online, sem fiador ou caução.

Outra startup que desponta é a Alpop. Com foco no aluguel popular, atua em São Paulo e Campinas, não exige fiador, nem comprovação de renda.

VENDAS

A Caixa aumentou o valor máximo para financiamento de imóveis para as faixas 2 e 3 do Minha Casa Minha Vida. O teto varia de acordo com a região, sendo o valor mínimo de R$ 130 mil no Norte e Nordeste e R$ 145 mil no Distrito Federal. O valor máximo do subsídio para a faixa 2 também foi ampliado: para municípios com menos de 20 mil habitantes, foi a R$ 11,6 mil. Já para DF, RJ E SP, o subsídio máximo chega a R$ 29 mil.

Grandes incorporadoras afetadas pela crise econômica e pela Lava Jato abriram espaço para incorporadoras de médio porte. A reportagem do Estadão traz o exemplo da Vitacon, You e Setin, cujos planos agressivos de expansão incluem imóveis de médio e alto padrão.

TECNOLOGIA

A Emaar Properties, grupo imobiliário responsável pelo icônico Burj Khalifa e outros 19 hotéis e resorts em Dubai, vai lançar um token digital para fidelização dos clientes. Com tecnologia blockchain, a certificação será aceita nos investimentos em mercado imobiliário, shoppings, hotelaria, entretenimento e compras online da companhia.

A Apple adquiriu uma startup de comandos de voz para fortalecer a Siri, assistente pessoal da marca. Atualmente, a tecnologia está atrás da Alexa, da Amazon, que possui parceria com várias empresas para expandir suas funcionalidades. Entre estas parcerias está a HomeAdvisor, que possibilita que usuários encontrem corretores de imóveis a partir de comandos de voz.


Alguém te encaminhou este e-mail? Que tal receber o Imobi Report automaticamente na sua caixa de entrada? Ele é enviado toda terça-feira, com notícias e análises do que é mais relevante no mercado imobiliário, para ler em até 7 minutos. Assine gratuitamente aqui.

EVENTOS

Na sexta-feira (29) acontece o ConstruTech Conference, em São Paulo. Nós estaremos presentes e, na próxima edição, vamos trazer cobertura com impressões sobre o evento. Fique ligado!

O Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic) será realizado entre os dias 15 e 17 de maio, no Rio de Janeiro. As inscrições estão abertas.

INVESTIMENTOS

A prefeitura de São Paulo pretende fechar o tráfego de veículos no Minhocãotransformando-o em um parque. As obras devem começar no segundo semestre e o primeiro trecho, da Praça Roosevelt até o Largo do Arouche, é previsto já para 2020. O InfoMoney preparou um vídeo analisando como esta pode ser uma grande oportunidade para investidores do mercado imobiliário.

O investimento feito por brasileiros em imóveis no exterior saltou 240%, entre 2007 e 2017, chegando a US$ 6,3 bilhões. Um terço dos investimentos foi realizado nos Estados Unidos, especialmente em Orlando. A região tem histórico de valorização e possibilidade de locação altas, o que explica o alto investimento. Há também quem invista em países que possibilitam visto permanente por meio da compra de imóveis. Em Portugal, por exemplo, brasileiros já formam a maior comunidade estrangeira no país.

MUNDO

Por falar em Portugal, nosso país irmão criou um novo tipo de contrato entre morador e proprietário que permite a habitação vitalícia do imóvel. Não é aluguel, mas também não é compra. Os interessados devem pagar caução e uma prestação periódica aos proprietários. O contrato pode ser cancelado somente pelo morador, que será reembolsado pelo valor da caução.

Cerca de 85% dos moradores de Berlim pagam aluguel – e estão preocupados. Segundo estudo do portal Immowelt, o valor dos aluguéis na capital sofreu um aumento de 103% nos últimos 10 anos: o preço médio por metro quadrado passou de 5,60 euros, em 2008, para 11,40 euros, em 2018. Para resolver o problema, políticos locais propuseram um teto que congelaria os aluguéis pelos próximos cinco anos em um valor médio de 6 a 7 euros. A Alemanha já havia adotado medidas contra o aumento em 2015, com uma lei que restringia o aumento do aluguel em até 10% do preço médio do bairro em que o imóvel está localizado.

CONSTRUÇÃO CIVIL

Depois da turbulência, a Gafisa vislumbra um novo plano de voo, com o anúncio de que Nelson Tanure foi cotado para integrar seu Conselho de Administração. Tanure é reconhecido por investir e recuperar empresas quebradas e o mercado recebeu muito bem a notícia. No dia em que confirmou seu interesse, as ações da construtora subiram 5,45%. A assembleia geral que irá escolher o novo conselho está marcada para o dia 15 de abril.

O Governo do Rio de Janeiro apresentou no Mipim, em Cannes, o programa Comunidade-Cidade, que prevê a requalificação urbana das favelas. Não há muitos detalhes, por ora, mas deve envolver a realocação de famílias que vivem em áreas de risco e regularização fundiária. Outros planos do Rio envolvem a criação de ao menos dois fundos imobiliários: um composto pelos distritos industriais e outro pelos imóveis e estacionamentos geridos pelo instituto de previdência estadual.

TRENDS

O banco Inter pretende investir pesado no mercado imobiliário em 2019. A atuação se divide entre crédito imobiliário e refinanciamento, o home equity. A tecnologia é uma das grandes vantagens do banco, que acelera vários trâmites burocráticos. A aprovação do financiamento sai em até 5 dias e o banco prevê que chegue a 2, enquanto a média de mercado é de pelo menos 20. No home equity, o processo é feito em 5 dias. Costuma levar 12. A aposta prevê um aumento substancial na base de clientes: hoje, o Inter tem 1,5 milhão de clientes, com projeção de 3,5 milhões até o final do ano.

São Paulo é o laboratório de uma startup que quer conectar marcas e espaços comerciais, em locações de curta temporada. A Popspaces propõe “soluções pop-up” para empresas que precisam locar um imóvel temporário, para um evento, lançamento ou mesmo um teste de recepção. A startup estuda expandir para Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Já assinou o Imobi Report? Inscreva-se no site imobireport.com.br e receba as edições primeiro. É grátis!

Também estamos nas redes sociais: acompanhe-nos no facebook, no instagram ou no twitter.

Categorias

Imobi Report

Continue lendo

Conecta Imobi 2018: por que participar do maior evento de marketing imobiliário da América Latina

O Conecta Imobi é hoje o principal evento de vendas, tecnologia e marketing imobiliário da…

Ver mais

Mercado imobiliário trava liberação de FGTS pelo Governo Bolsonaro

O governo de Jair Bolsonaro queria liberar o saque das contas ativas do FGTS para a população….

Ver mais